catedral da ressureição de évry

A Catedral da Ressureição foi construída entre 1992 e 1995 pelo arquitecto suíço Mario Botta. É dedicada a Santo Corbiniano, que nasceu perto de Évry em 680, evangelista da Baviera. O seu custo foi de 13 milhões de euros.

Discurso de João-Paulo II (22 de Agosto de 1997)

Tem a forma de um cilindro truncado com 38 m de diâmetro culminante a 34 m. Os muros são recobertos por 800.000 tijolos que formam desenhos geométricos. O cimo é coroado por vinte e quatro tílias símbolos de vida. O campanário metálico pendurado no cimo carrega cinco sinos. A catedral encontra-se unida a um conjunto de edifícios cuja forma se parece com um claustro.

A nave é um cilindro vertical de 29 m de diâmetro revestida de tijolos. O solo é coberto de granito preto. O espaço envidraçado entre o tecto e as paredes permite uma iluminação natural vertical.

No fundo do coro um vitral simboliza uma árvore. O altar de mármore assenta sobre uma coluna que toma apoio na cripta. Por cima, o Cristo foi fabricado na Tanzânia no início do século XX. Á entrada do coro, a fonte batismal de mármore permite os baptismos por imersão. È dominado pela estátua da Virgem em madeira do século XVI. Á direita, a cátedra, a cadeira do bispo, está posta em valor por uma decoração específica de tijolos. Uma estátua de bronze representa São Corbiniano. Na rampa que conduz ao coro, o Caminho de Cruz é constituído por três placas de madeira lapidificada proveniente do Arizona.

A "Capela de Dia", de forma octogonal, permite cerimónias mais íntimas. Situada por baixo do coro, a cripta contem vinte e quatro túmulos destinados aos bispos de Évry.